Outubro 2021 | Cartão de Crédito

6 dicas para não perder o controle usando o cartão

Tempo de leitura: 4 minutos

O cartão de crédito é, sem dúvida, um dos principais meios de pagamento dos brasileiros. Além de facilitar compras online, ele é mais seguro e prático que o dinheiro
 

Sem dúvidas, há muitas vantagens para quem usa, como programa de pontos, possibilidade de parcelar compras maiores sem juros, pagamentos em aplicativos, entre outros.

Porém, para não perder o controle usando seu cartão é preciso observar alguns detalhes. Confira, neste artigo, 6 dicas que vão ajudar a usar seu cartão de crédito com mais tranquilidade.

1) A primeira dica é manter uma organização financeira dos seus ganhos e gastos para que não haja desequilíbrios no final do mês. Lembre-se que o cartão de crédito nada mais é que dinheiro a prazo. Você não tem esse dinheiro agora, mas terá no dia do vencimento da fatura?

O ideal é anotar todas as compras realizadas com cartão. Pode ser no velho bloquinho ou em uma ferramenta digital. O importante é saber o valor total de gastos no mês.

2) Defina um teto para sua fatura mensal do cartão de crédito e acompanhe os lançamentos pelos aplicativos dos bancos. Dessa forma, é possível identificar quando é o momento de frear o uso.

Em relação a compras parceladas, faça uma tabela das prestações a vencer em cada mês. Dessa forma, você já sabe de qual valor sua fatura vai partir e pode estabelecer o quanto ainda pode gastar.

3) Pague sempre o valor total da fatura do cartão à vista. Isso evita a cobrança de juros do rotativo, levando suas contas à uma bola de neve interminável que vai acabar em endividamento.

Caso ocorra alguma emergência e você não disponha do valor total, opte por parcelar a fatura ao invés de realizar o pagamento mínimo. Essa alternativa normalmente apresenta melhores taxas.

4) Um dos maiores perigos do cartão de crédito são as compras por impulso. Já que é muito fácil só passar o cartão, muitas vezes a emoção supera a razão. Pense bem antes de fechar qualquer negócio.

Analise se aquele item é essencial e se você precisa comprá-lo naquele momento. Não se esqueça de checar suas anotações para conferir se o limite estabelecido para o mês ainda não foi atingido.

5) Converse com a administradora do cartão para negociar uma redução da anuidade. Atualmente, muitas operadoras nem cobram taxa, o que pode servir como argumento para não perder o cliente. 

Outra opção, ainda mais fácil, é optar por um cartão de crédito que já tenha anuidade gratuita. 

6) Reserve uma quantia para situações emergenciais e imprevistos que gerem dispêndio de recursos. Isso evita que você desvie o dinheiro do pagamento do cartão para quitar gastos extraordinários.

Tenha apenas UM cartão de crédito

 

Para finalizar, um alerta: não adianta seguir todas as dicas se você burlar o controle ativando mais um cartão de crédito. Será bem mais difícil não perder o controle usando o cartão dessa forma.

Pense bem, se com um cartão é difícil dominar a situação, imagina com mais. Você terá que somar valores gastos por mês, analisar várias faturas e não esquecer as datas de vencimento.

Por isso, o indicado é escolher apenas um cartão, o que tiver os melhores benefícios para você. Os pontos que você deve analisar são:

- anuidade gratuita;
- data de vencimento;
- taxas de juros do rotativo e do parcelamento;
- programas de pontos;
- cashback.

Dessa forma, você não vai perder o controle usando seu cartão e ainda pode se beneficiar de todas as vantagens que esse meio de pagamento oferece.