Novembro 2021

Fraude dos boletos | Campanha de Segurança

Tempo de leitura: 4 minutos

 

A fraude em boletos bancários, infelizmente, é muito mais comum do que se imagina. Este tipo de crime ocorre quando a vítima faz um pagamento através de um computador já infectado que com malware (vírus). Este vírus altera a linha digitável do boleto e, consequentemente, o código de barras do boleto.

Além dessa, há outra forma de fraude que ocorre por meio de engenharia social em que, geralmente, o golpista se aproveita de uma negociação de dívida para oferecer um bom desconto e envia um boleto com linha digitável e código de barras alterados para vítima.

Como se prevenir da fraude dos boletos?

 

1. Confira todos os dados do boleto

 

Os três primeiros números do código de barra indicam o código do banco. O logotipo do banco tem que estar compatível com o nome do banco. Caso tenha dúvidas, consulte o site da Febraban disponível em https://www.febraban.org.br/associados/utilitarios/bancos.asp.

Verifique se o valor do boleto está correto e de acordo com o esperado para o pagamento. Ao ler ou digitar o código de barra, os dados do beneficiário devem aparecer, se isso não ocorrer, desconfie. Sempre que ocorrer alguma dúvida, procure os canais oficiais da empresa credora. Nunca confirme o pagamento sem antes conferir todos os dados do boleto.
 

boleto1.jpg

2. Use apenas os canais oficiais

 

Para gerar uma 2º via de boleto, acesse a página oficial do Banco Bmg ou utilize os canais de atendimento oficiais. Evite clicar em links desconhecidos para geração de boleto, pois você pode estar sendo direcionado para uma página falsa com boleto adulterado.

O site oficial do banco Bmg é www.bancobmg.com.br. Digite o endereço direto no navegador e observe a figura do cadeado na barra de endereço.
 

boleto 2.png

3. Garanta a segurança do seu computador

 

É importante que o antivírus do seu computador esteja sempre atualizado. Caso precise imprimir uma via de boleto pela internet, evite imprimir em computadores que você não conhece, pois pode existir um vírus que muda os dados do boleto, como valor e a conta na qual o dinheiro será depositado ao imprimir o documento. Evite a impressão ao receber um documento que não estiver no formato PDF.

Nunca utilize as redes públicas wi-fi para realizar pagamentos e acessos a serviços ou a sua conta do banco.
O que fazer quando for vítima desse golpe? Registre um boletim de ocorrência e entre em contato com os credores para ficarem cientes do ocorrido.

Outras dicas de segurança:

 

- Nunca haverá a referência de mais de um banco no boleto. Por isso, fique atento às informações do banco emissor em todo o documento. 

- Identifique erros ortográficos, manchas ou borrões na impressão, formatação fora do padrão ou qualquer outra característica que pareça estranha, desconfie.

- Compare os boletos recebidos anteriormente, pois raramente o seu conteúdo se altera de um mês para o outro.

- Opte por utilizar DDA (Débito Direto Autorizado), entre na instituição financeira que possui uma conta e realize o registro como “pagador eletrônico”.

- Quando realizar compras online, opte sempre que possível por outros meios de pagamentos que não envolvam boleto. Caso tenha interesse pelo boleto, opte por baixá-lo pelo site do banco ao invés de receber via e-mail ou aplicativo de comunicação.

- Fique alerta ao receber ligações oferecendo propostas de redução de valores com descontos significativos ou solicitando informações de tokens ou senhas.

Proteja-se contra golpes e fraudes:


- Falso comunicado de empréstimo

 

- Links no WhatsApp

- Fraude Eletrônica

- Senhas e Tokens

- Perdeu seu celular?

- Golpe do Motoboy