Julho 2022 |

Taxa Selic: o que é e por que precisamos pensar nela?

Tempo de leitura: 4 minutos

 

A Selic é a famosa taxa básica de juros da economia, sendo a sigla para Sistema Especial de Liquidação e Custódia. 

A cada 45 dias o COPOM redefine o valor da Taxa Selic e que é ela que define o rendimento dos investimentos atrelados ao CDI, famosos títulos pós-fixados e influencia as taxas cobradas em empréstimos e financiamentos.

Como funciona a Taxa Selic?

 

Todo governo tem como forma principal de arrecadação de dinheiro os impostos e empréstimos, por meio de títulos do Tesouro Nacional. 

Os títulos do Tesouro são certificados de dívida emitidos e vendidos pelo próprio governo através do Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic). Quem compra um título do Tesouro, tem o direito de, em uma determinada data, receber o valor de volta com o acréscimo de juros.

 A maioria dos títulos do Tesouro é comprada por grandes instituições financeiras e essas instituições são obrigadas a depositar uma parcela dos depósitos recebidos no dia em uma conta do Banco Central. Isso é uma forma de controlar o dinheiro em circulação e evitar o aumento da inflação.

Como as instituições financeiras realizam milhões de operações diariamente, é comum chegar no fim do dia com uma quantia maior ou menor do que deveriam ter na conta do BC. Neste caso, elas são obrigadas a pegar empréstimos de curtíssimo prazo (24h) com outros bancos para ficarem com saldo positivo. Como garantia, as instituições financeiras oferecem os títulos públicos adquiridos do Banco Central. 

Taxa Selic Meta e Taxa Selic Over

 

Taxa Selic Over

 

É a taxa usada para emprestar dinheiro de uma instituição para outra e usa como garantia os títulos públicos adquiridos no Banco Central, como vimos acima. 

Taxa Selic Meta

 

É a taxa que você sempre ouve sobre: a taxa básica da economia do Brasil. Ela serve de parâmetro para outras taxas praticadas no mercado e tende a ser a menor taxa na economia. 

Qual a importância da Taxa Selic? 

 

A Selic foi criada em 1979 com o objetivo de controlar a inflação. Qualquer alteração que o Banco Central fizer na taxa resultará em uma alta ou queda da inflação. Dessa forma, a taxa Selic sobe para conter a alta da inflação e desacelerar a economia. E quando há uma queda da Selic, o objetivo é aquecer a economia e aumentar a inflação. Tudo depende do cenário que o país se encontra. 

A Selic nos investimentos?


Ela atua sempre em títulos pós-fixados de Renda Fixa, Poupança e Tesouro Selic.Sobre os rendimentos desses títulos é a Selic que manda. Ela define hoje quanto um título vale hoje! Não sabendo quanto ele vai valer no futuro, dependendo assim, da variação da Taxa Selic.

Você deve estar pensando, se o investimento é atrelado ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário), porque que a Taxa Selic que define a variação e rentabilidade do título pós-fixado? Por que o CDI sempre acompanha a Selic e seu valor é sempre 0,10% menor que a Taxa Selic. 

Por exemplo: hoje, julho de 2022, a Selic está 13,25% e o CDI 13,15%, ou seja, eles andam muito próximos.

Títulos pós-fixados são títulos que possuem variação, mas como nunca a taxa Selic no Brasil ficou abaixo de zero, os rendimentos desses títulos sempre foram positivos.

 

Em resumo:

Taxa Selic sobe = maior rendimento em títulos pós-fixados
Taxa Selic cai = menor rendimento em títulos pós-fixados