Junho 2022 | Investimentos

Renda fixa: investimento seguro e rentável

Tempo de leitura: 4 minutos

 

Com a alta da Selic, os investimentos em renda fixa voltaram com força. Nesta matéria, você conhece melhor os tipos de aplicações do Banco Bmg, índices, formas de rentabilidade e tributação.

O que é renda fixa?

 

Renda fixa é todo o investimento em que, no momento da decisão, você já conhece a forma como o seu dinheiro irá render.

Pode ser que você não saiba exatamente quanto vai receber ao final do período em que o seu dinheiro ficará aplicado, mas você terá a certeza de que haverá algum rendimento e a taxa da rentabilidade será definida no momento da aplicação.

Esse tipo de investimento costuma ser o mais recomendado para quem está começando a investir, porque os riscos envolvidos são menores do que os oferecidos por outros tipos de aplicações, como a renda variável (ações, fundos, criptomoedas...).

Como funciona a rentabilidade da renda fixa?

 

Há três principais tipos de rentabilidade: prefixada, pós-fixada e híbrida (IPCA+):

Renda fixa Prefixada

 

Ao fazer a aplicação, você sabe exatamente quanto irá receber ao final do período em que o dinheiro ficará aplicado. Por exemplo, se você contratar um CDB com prazo de 1 ano com rendimento prefixado de 6,5% ao ano, sabe que, no vencimento, irá receber o que aplicou mais 6,5%. 

Para prefixados pode-se fazer a conta contrária “quanto eu preciso investir para que no vencimento da aplicação eu receba a quantia desejada?”

Renda fixa Pós-fixada

 

Já a rentabilidade pós-fixada está atrelada a algum índice da economia, como o CDI (Certificado de Depósito Interbancário), a taxa Selic ou a inflação (IPCA). Esses indicadores, porém, variam de acordo com as oscilações do mercado e não podem ser definidos previamente.

Ou seja, o seu dinheiro vai render de acordo com a taxa combinada, mas você não sabe exatamente qual será o valor que irá receber ao final do período da aplicação. 

Renda fixa Híbrida

 

A rentabilidade híbrida combina os dois tipos de rendimento anteriores: prefixado e pós-fixado. Assim, a aplicação rende de acordo com uma taxa fixa previamente somada a algum indicador, como o IPCA ou a Selic. O CDB IPCA+6,03, por exemplo, irá pagar, no vencimento, a variação da inflação entre a data de aplicação e a de vencimento mais 6,03% ao ano.

Renda fixa LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) 

 

As LCIs e LCAs funcionam como os CDBs. Você empresta dinheiro para uma instituição financeira conceder crédito a outros clientes e, em troca, ganha uma remuneração após algum tempo. A diferença entre elas está no destino que o banco dará ao recurso. 

No caso da LCI, o dinheiro é dirigido ao financiamento de projetos do setor imobiliário. Já os recursos oriundos da LCA são destinados ao agronegócio, como produtores rurais e cooperativas. Mas isso nada interfere para você, investidor. Elas podem ser prefixadas ou pós-fixadas

Tributação da renda fixa

 

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) é um imposto federal cobrado na maioria dos investimentos caso o investidor resgate o dinheiro antes de completar 30 dias corridos da aplicação. 

A tributação do Imposto de Renda é aplicada apenas aos rendimentos dos investimentos e é regressiva. Ou seja, quanto mais tempo o dinheiro ficar investido, menor a alíquota a ser paga. Funciona assim:

tabela de IR.png

Há diversas opções de investimentos em renda fixa disponíveis no mercado. Cada uma delas se adequa melhor a cada tipo de objetivo. 

Renda fixa é no Bmg! Entre em contato com o time de consultores do Bmg Invest Digital para mais informações!