Junho 2021 | Open Banking

O Open Banking é obrigatório?

Tempo de leitura: 2 minutos

 

O Open Banking ou Open Finance é a mais nova atualização do mercado financeiro nacional. O Open Banking faz referência a um sistema em que há o compartilhamento de dados, produtos e serviços financeiros em um único ambiente.

Com a implementação do Open Banking, o cliente passa a ser o dono de seus dados financeiros e poderá compartilhá-los com as instituições que quiser, pelo tempo que desejar e decidir por produtos e serviços de cada uma delas, sem a necessidade de ser correntista.

De acordo com o Banco Central (BC), o conceito de Open Banking promove a integração entre bancos e fintechs, por meio do acesso a dados concedidos por clientes, além de ampliar a competição na conquista do cliente, melhoria na oferta de produtos e serviços, incentivo à inovação do mercado financeiro e promoção a cidadania financeira para todos os brasileiros.

Obrigatório pra quem?

 

O Open Banking é obrigatório para 1.065 instituições financeiras no Brasil, além de outras instituições que desejam fazer parte dessa revolução financeira.

Para o cliente, no entanto, o compartilhamento dos dados é uma decisão pessoal e não-obrigatória, com a instituição que desejar e pelo tempo que escolher. Mas as facilidades que chegam com o Open Banking valem a adesão. 

Quais dados serão compartilhados no Open Banking?

 

No Brasil, está previsto o compartilhamento de dados cadastrais, como os solicitados para abrir uma conta em banco: nome, CPF/CNPJ, telefone, endereço, e outros; além de dados transacionais, como informações de renda, faturamento de empresas, perfil de consumo, capacidade de compra, conta corrente, etc.

Outras informações e dados sobre produtos e serviços que o cliente utiliza, como empréstimos pessoais, financiamentos e outros também podem ser compartilhados, se o cliente consentir.

O que o Open Banking vai possibilitar?

 

Além de colocar o cliente no controle de seus dados, o Open Banking vai possibilitar que o brasileiro faça um investimento em CDB em um banco, faça um seguro em outro, e tenha o cartão de crédito em outra instituição. Tudo isso a partir de uma informação compartilhada por meio do celular, sem burocracia e sem dificuldade. 

Com esse histórico de dados dos clientes, os bancos e fintechs poderão ofertar produtos e serviços mais direcionados ao momento de vida específico dos brasileiros, com condições diferenciadas. 

banner-open-banking-botao.png